Buscar

POLÍTICA| Ex-prefeito Andinho tem 2,9 milhões de bens bloqueados pelo Ministério Público Federal


O Ministério Público Federal solicitou o bloqueio de bens do ex-prefeito e irmão do atual vice-prefeito, Wanderson Cardoso de Brito, Andinho no valor de 2,9 milhões de reais para ressarcimento dos cofres públicos



O ex-prefeito foi denunciado por irregularidades na execução de obras de esgoto da cidade, realizadas com recursos federais repassados através de convênio com o município.

De acordo com a ação, por falta de interesse do próprio ex-prefeito, a execução das obras atingiu apenas 11% do que estava previsto. O ex-prefeito também não teria prestado contas dentro do prazo, nem devolvido os recursos relativos à primeira parcela do convênio aos cofres federais.


Atualmente o Andinho é irmão do vice-prefeito, também presidente do Porto do Forno.



PREFEITO CASSADO O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) manteve a cassação do prefeito de Arraial do Cabo, Wanderson Cardoso de Brito, o Andinho (PMDB), e de seu vice, Reginado Mendes Leite (PT). Eles são acusados de abuso de poder político, segundo o TRE, por entregar certidões do Imposto Predial e Territorial Urbano a moradores de bairros carentes, em 2012, levando-os a acreditar que estariam regularizando a posse dos imóveis em que moravam.


0 comentário